A Nothing chegou para revolucionar o design dos gadgets que carregamos todos os dias. Primeiro, com um par de auriculares Bluetooth transparentes e agora, mais recentemente, com o seu primeiro smartphone, também ele desenhado à imagem daquilo que parece ser a imagem da marca com uma aposta demarcada nos materiais translúcidos.

Clique nas imagens para mais detalhes

As análises são consensuais quanto ao aspecto dos aparelhos da Nothing, mas a verdade é que é complicado obtê-los, uma vez que a disponibilidade é limitada. No entanto, a Dbrand está atenta ao buzz e decidiu agir.

Em resposta à escassez, a fabricante de acessórios decidiu agir e anunciou a "Something", uma linha de skins para smartphone que promete transformar o seu iPhone 13 Pro Max, Pixel 6 Pro ou Galaxy S22 Ultra num equipamento digno da Nothing.

É uma ação ousada, por parte da Dbrand, que assume o risco. "Alguns podem acusar-nos de roubo. Aqui fica a nossa resposta: roubámos nothing", escreveu a empresa no seu website num claro trocadilho com o nome da marca inglesa cujo significado é, literalmente, "nada".

A Dbrand não é estreante a este tipo de iniciativas publicitárias. No final do ano passado, a marca foi obrigada a suspender a venda de capas personalizadas para a PlayStation 5 no seguimento de um processo iniciado pela Sony. Logo depois, a empresa anunciou novas capas, desta feita com um formato diferente daquelas que a gigante japonesa está agora a vender.

Importa não riscar a possibilidade de Carl Pei, fundador da Nothing, estar envolvido nesta ação, uma vez que o empresário é também conhecido pelas ações de guerrilha que ajudaram a colocar a One Plus no mapa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.