Depois de uma primeira versão bem-sucedida do Mi Max, que chegou aos 3 milhões de unidades vendidas em todo o mundo, a Xiaomi anunciou esta quinta-feira o seu sucessor.

O Mi Max 2 foi revelado num evento, em Pequim, e uma das características mais impressionantes deste equipamento é a capacidade da sua bateria, que chega aos 5.300mAh. De acordo com a tecnológica chinesa, esta será suficiente para 18 horas de reprodução de vídeo e 21 horas de utilização de GPS.

tek mi max 2

A ela junta-se também um processador octa-core Qualcomm Snapdragon 625, 4GB de RAM e um armazenamento interno que pode ir até aos 128GB. A câmara frontal chega aos 5MP e a traseira aos 12MP. O telefone integra ainda um sensor de impressões digitais, uma entrada USB-C e um display LCD IPS com 6,44 polegadas.

Xiaomi projeta vendas de 100 mil milhões de yuan em 2017
Xiaomi projeta vendas de 100 mil milhões de yuan em 2017
Ver artigo

A empresa avançou ainda que, apesar da dimensão da bateria, é possível carregá-la até aos 68% em apenas uma hora - e graças a uma tecnologia incorporada na porta USB, é possível utilizar o Mi Max 2 para carregar outros dispositivos.

Recorde-se que este é um smartphone de gama média-baixa pelo que este conjunto de características é bastante generoso pelo preço que a Xiaomi pede pelo equipamento.

Com data de lançamento marcada para o próximo dia 1 de junho, o telefone vai vender-se por 247 dólares com 64GB de memória ou 290 dólares com 128GB.

O telefone vai ser lançado na China, mas não deverá tardar a estar disponível em várias lojas online.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.