Durante este período, o número de detentores de tablets registou um aumento de 6,3 pontos percentuais, passando de 8,8%, para os 15,1%.
Nos smartphones a subida foi de 9,5 pontos percentuais, com os valores a evoluírem de 31,4% para os 40,9%.

Os dados constam do Target Group Index (TGI) da Marktest e mostram ainda que, mantendo uma tendência de compra ponderado, perto de dois terços dos portugueses espera até que o preço dos dispositivos eletrónicos baixe, antes de equacionar a compra (61%).

Em traços gerais, cerca de um quarto dos portugueses instalou uma aplicação no seu smartphone ou tablet (26,7%), recorrendo essencialmente às aplicações gratuitas (26,3%).

Os jogos (63,5%), as redes sociais (39,1%) e as comunicações - WhatsApp, Viber, Skype, etc. (37,7%) lideram o top das preferências no que diz respeito ao download de aplicações.

O índice da Marktest mostra também o papel de destaque que a Internet e as novas tecnologias representam na vida dos portugueses, quando 49,1% consideram que a Internet os ajuda a conhecer melhor as vantagens de um produto ou marca e 42,6% acham que a qualidade do contacto entre as pessoas melhorou com as novas tecnologias.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.