A Nvidia apresentou o Tegra Note, um tablet de sete polegadas cujas especificações rivalizam de igual para igual os modelos mais recentes da Asus, Samsung ou Acer. Mas o destaque do anúncio não é o equipamento, é a estratégia comercial que a empresa tem para ele.

Apesar de confirmar que vai produzir o Tegra Note, a Nvidia não vai distribuir o equipamento. Os Tegra Note que chegarem ao retalho vão ser distribuídos por empresas parceiras selecionadas, reduzindo assim a "preocupação" das cadeias de distribuição para a tecnológica. E não será o nome da Nvidia que vai estar no equipamento, será o das marcas distribuidoras.

A Nvidia garante que nenhum dos parceiros vai interferir com a comercialização dos restantes já que foram selecionados de forma racional. As especificações vão ser sempre as mesmas, independente da marca. E o preço também.

[caption]Tegra Note[/caption]

Por 199 dólares, cerca de 148 euros, os interessados vão poder levar para casa um tablet com um ecrã IPS de sete polegadas e resolução HD, processador Tegra 4 - processador de quatro núcleos e GPU de 72 núcleos -, caneta stylus de alta precisão e 16GB de armazenamento interno. A câmara traseira vai ser de cinco megapíxeis e vai ter capacidade para gravar até 100fps.

Os primeiros Tegra Note chegam ao mercado ainda durante o mês de outubro, não havendo para já informações sobre a chegada a mercados específicos como Portugal.

Esta é a segunda recente incursão da Nvidia na área do hardware, depois de a tecnológica ter apresentado no início do ano a GameShield, uma consola de mão que quer rivalizar com outras consolas baseadas no sistema operativo Android.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.