O iPhone 14 chegou às lojas na semana passada. Há quem defenda que a versão standard do smartphone não é nada mais do que um iPhone 13 com “roupas” novas, contando apenas com algumas atualizações. No entanto, como revela uma nova análise da iFixit, o equipamento esconde um “segredo” que o pode tornar uma opção a considerar para os entusiastas das reparações.

O processo de abertura do smartphone, realizado pelo lado do ecrã, revelou-se uma surpresa para os especialistas. Ao abrir o iPhone 14 é possível verificar que a bateria não se encontra no local onde costuma estar. Mesmo assim, é possível remover os conectores que ligam o ecrã à estrutura do equipamento, algo que os técnicos descrevem como uma grande mudança em matéria de reparabilidade.

Clique nas imagens para mais detalhes

Para aceder aos componentes internos é necessário remover o painel traseiro de vidro. O processo é mais fácil do que parece, o que leva os especialistas da iFixit a crer que a Apple está a tomar medidas mais concertadas para tornar os seus smartphones mais “amigos” das reparações e substituições de componentes.

iPhone 14 já está à venda e confirma aposta da Apple na gama alta
iPhone 14 já está à venda e confirma aposta da Apple na gama alta
Ver artigo

Com o painel traseiro removido é possível aceder facilmente aos elementos que compõem o interior do iPhone 14. Os técnicos detalham que o equipamento se apresenta como o melhor de dois mundos, combinando o estilo característico da empresa da maçã com boas características de reparação que podem ser encontradas em smartphones Android.

Segundo a iFixit, a possibilidade de remover mais facilmente o ecrã como o painel traseiro de vidro “resolve” um dos maiores desafios de reparabilidade do iPhone. Já a estrutura que se encontra no centro ajuda a absorver e distribuir de uma melhor forma mais o impacto de choques.

Clique nas imagens para mais detalhes sobre o iPhone 14

Os técnicos notam, porém, que a Apple continua a requerer o emparelhamento de determinados componentes, com, por exemplo, a ativação do painel traseiro após a substituição, que descrevem como frustrante e, em última análise, como fútil.

Em suma, o smartphone atinge uma pontuação de 7 em 10 na exigente escala de reparabilidade da iFixit: dois pontos acima do iPhone 13 e, segundo os técnicos, a melhor pontuação que deram a um smartphone da Apple desde o iPhone 7.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.