A Oppo escolheu Paris para a revelação da sua família de smartphones Reno, dois anos após o seu último evento físico, com os modelos Reno8 Pro e versão standard, evento que o SAPO TEK acompanhou. Mas antes já tínhamos recebido um briefing de pré-lançamento da empresa, em que Arne Herkelmann, gestor de produto da empresa, salientou que a série Reno tinha sido desenhada para suportar criadores a exprimirem-se e a produzirem os melhores conteúdos. Sobretudo aqueles que estão motivados em captar os melhores momentos da vida e a partilhar com todos nas redes sociais. Durante o evento, a empresa disse que já lançou 80 milhões de smartphones da família Reno desde 2019. 5

Referiu que há três anos, o Reno 5G foi o primeiro smartphone compatível com a nova geração móvel a chegar ao mercado europeu. Desde então abraçou a capacidade do 5G, pretende oferecer a melhor qualidade de fotografias, mas também captar o vídeo de alta resolução. Fazendo um historial aos equipamentos anteriores, o Reno6 Pro apresentou o Bokeh Flare e Portrait Video, um dos primeiros a introduzir estas funcionalidades e desde então, a marca tem vindo a melhorar estas opções.

Clique nas imagens para mais detalhes 

O novo Reno8 Pro 5G pretende continuar a tradição de inovação da marca. Apresenta uma câmara frontal com sensor Sony IMX709 de 32 MP com autofoco, DOL-HDR, ângulo adaptável e uma nova geração de RGBW da Oppo, com capacidade de captar mais 60% de luz no obturador. A Oppo diz que é a melhor câmara que a marca produziu até ao momento, tendo sido produzida em exclusivo numa parceria com a Sony, desde há vários anos.

A marca prometeu selfies com bastante qualidade, sobretudo em ambientes com pouca iluminação. Aliás, o desafio das fotografias noturnas serviu de mote à escolha daquela que é considerada a Cidade da Luz, Paris. Embora historicamente sabemos que a designação vem das mentes mais “iluminadas” da época do Iluminismo, o que pretende igualmente assentar na apresentação do equipamento. A empresa disse que o autofoco é uma das novidades da câmara selfie, capaz de se ajustar e adaptar-se ao número de pessoas numa selfie, fazendo os respetivos close ups necessários para colocar todos na frame.

Já o módulo traseiro tem um tamanho generoso e conta com uma câmara principal com um sensor IMX766 de 50 MP. Utiliza o NPU MariSilicon X, o mesmo do seu modelo topo de gama Oppo Find X5. A tecnologia permite gravar vídeo de noite em Ultra 4K, com a melhor qualidade possível, e oferece suporte HDR durante o dia, prometendo mais cor e luz. A fabricante está confiante de que a câmara funcionará bem em qualquer situação e condição de iluminação. Pelos testes que o SAPO TEK fez com o smartphone nos últimos dias, confirma-se a qualidade das imagens, a sua nitidez e as cores realísticas. E a câmara é rápida, estando sempre pronta a disparar em qualquer cenário. É possível fazer gravações de 960 FPS em modo slow motion ou Hyperlapses, mesmo em locais menos iluminados.

Oppo Reno8 Pro

Quanto ao design do novo smartphone, a Oppo optou pelo formato unibody, ou seja, uma peça única, que já começa a ser imagem de marca dos equipamentos principais da empresa. O módulo fotográfico é encaixado no próprio corpo do smartphone, compondo uma peça única de vidro, sem linhas ou arestas salientes. É um design muito elegante, que certamente não deixará nenhum jovem indiferente pelo seu estilo premium.

Além do sensor principal de 50 MP, tem uma ultra grande angular de 8 MP e 2 MP no sensor macro. Arne Herkelmann já justificou o “downgrade” das câmaras secundárias, que no Reno6 eram de 16 e 13 MP, respetivamente, com uma questão de foco. O objetivo da fabricante era concentrar todos os recursos na câmara principal, que no fundo diz ter sido os principais pedidos da comunidade de utilizadores. As imagens macro que testamos dá para notar uma qualidade menos conseguida do que quando captado pelos restantes sensores.

Na parte frontal, o smartphone apresenta uma moldura quase inexistente, que a marca diz ser a mais fina da série Reno. A sua câmara está encrustada num Punch-hole na parte superior. O smartphone apresenta uma câmara de 32 MP RGBW.

Oppo Reno8 Pro

O ecrã sem moldura promete uma área maior para mostrar o conteúdo, com 6,7 polegadas e uma taxa de refrescamento de 120 Hz, assim como suporte a HDR10+. O feedback háptico de 360 Hz durante a utilização é agradável, com texturas táteis ao teclar e a navegar, pelo que percebemos durante o tempo que já o utilizámos. A versão enviada pela marca tem uma cor preta (Glazed Black), uma espécie de vidro cerâmico espelhado muito bonito. Mas os jovens mais extrovertidos poderão optar pelo Glazed Green, um verde suave e claro que lembra um gelado. A fabricante garantiu ainda uma certificação de conteúdos da Netflix e Prime Video para otimizar os conteúdos de streaming.

O Reno8 Pro é alimentado pelo processador MediaTek Dimensity 8100-Max, uma nova geração de chips poderosos, capazes de colocar os equipamentos no topo dos benchmark. A escolha neste chip permite uma performance superior, mas sem o custo de um Snapdragon 8 Gen 1 que se encontra no Oppo FindX5. Mas é mais que suficiente para jogar qualquer jogo existente no mercado, e mesmo os que ainda estão para ser lançados, disse o gestor de produto da marca. Conta ainda com 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno.

Veja na galeria imagens captadas com o Oppo Reno8 Pro

O smartphone apresenta um sistema de carregamento SuperVooc de 80 W e marca prometeu que em 11 minutos carregava 50% da bateria, o suficiente para um dia de utilização. No primeiro carregamento que o SAPO TEK fez no teste foi possível confirmar exatamente o prometido, aliás, em 5 minutos cronometrados o equipamento recebeu 30% de energia, depois de estar completamente sem carga. Por outro lado, a sua bateria de 4.500 mAh tem uma promessa de maior longevidade de vida, com a Oppo a afirmar durar 1.600 ciclos.

A Oppo disse que fez uma parceria com o TikTok para otimizar os vídeos criados para esta plataforma e dar uma ajuda aos criadores de conteúdos.

Oppo Reno8 mantém câmaras do Pro mas perde o MariSilicon X

Além do modelo topo de gama, a Oppo apresentou a versão standard do Reno8. Os smartphones são muito semelhantes, a começar pelo design e módulo fotográfico (neste um pouco mais pequeno). A composição de câmaras é semelhante ao Pro, mas perde o seu “coração”, o NPU MariSilicon X. Tem duas cores exclusivas, o Shimmer Gold e o Shimmer Black, uma versão de preto mate que apresenta uma redução de impressões digitais marcadas na superfície.

Oppo Reno8

Apesar de não ter a tecnologia MariSilicon X, a Oppo diz que quem optar por esta versão vai ficar bem servida para criar bom conteúdo, incluindo efeitos de hyperlapse, utilização de ultra night e ultra HDR. Também tem a mesma bateria de 4.500 mAh e carregamento VOOC Flash Charge. A empresa diz que 220 milhões de utilizadores já utiliza a sua solução de carregamento desde 2014. Para este modelo, contem com um sistema de 80 W, prometendo cinco minutos de carregamento para assistir a duas horas de vídeo em streaming. O motor de bateria promete aumentar também o número de carregamentos para 1.600 ciclos, aproximadamente quatro anos de utilização. 

A principal diferença prende-se com o seu chipset. Está equipado com o processador MediaTek Dimensity 1300, mas mantém a mesma configuração de memórias: 8/256 GB. O ecrã é ligeiramente mais pequeno, um OLED de 6,43 polegadas, com 90 Hz de taxa de refrescamento com tecnologia ColorOS. Por outro lado, a versão Pro tem duas colunas estéreo, enquanto que esta apenas tem um altifalante.

A empresa também falou na atualização do seu sistema de refrigeração, com câmaras de vapor maiores em relação aos modelos anteriores. Utiliza um sistema de grafite para com supercondução para retirar o calor do processador. A fabricante promete uma performance estável e refrescado durante uma utilização prolongada.

Oppo Reno8 Pro

Questionado sobre a troca de chips para a MediaTek, a Oppo afirma que se tratou de uma necessidade de reduzir o consumo de energia, além de criar um equipamento muito fino, considerando que são características que os jovens procuram e que não ligam tanto à composição de hardware. No entanto, a Oppo diz que mantém tanto a MediaTek como a Qualcomm como parceiros e fornecedores de tecnologia para as diferentes necessidades dos modelos.

O OPPO Reno8 Pro 5G e o OPPO Reno8 5G estarão disponíveis em Portugal a partir de hoje com um preço de 849,99 euros e 599,99 euros, respetivamente.

Durante o evento, a Oppo revelou ainda o seu primeiro tablet a lançar na Europa, um equipamento direcionado a um público estudante e produtivo, cuja análise já pode ler no SAPO TEK. O Oppo Band 2 vai custar 69 euros, uma pulseira inteligente com capacidade para 14 dias. Outro acessório é o SuperVooc Car Charger de 80 W vai custar 49,99 euros, que vai permitir os utilizadores carregarem o smartphone no carro. O Oppo Enco X2 é os novos auriculares da empresa, cocriado com a Dunaudio. A tecnologia Golden Sound 2.0 aumenta a qualidade em 50% das conversações e chega ao mercado por 199,99 euros. Os auriculares chegam ao mercado gratuitos na compra do novo smartphone Oppo Reno8.

Oppo Tab Air

Billy Zhang, presidente de vendas e serviços da Oppo, salientou o reconhecimento que os produtos da marca estão a nível mundial, sobretudo as linhas FindX e o dobrável Find N. A empresa cresceu 16% a nível global e 94% na Europa ocidental, firmando a sua posição no quarto lugar das principais fabricantes de smartphones do mundo. A empresa referiu em Paris o seu compromisso com a Europa, de conectar as pessoas e oferecer novas experiências. A empresa aproveitou para revelar a parceria com a UEFA, tornando-se uma das patrocinadoras oficiais da Liga dos Campeões.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.