Os dois equipamentos da Samsung foram redesenhados para renovar a série e apresentam-se agora com um design metálico e uma tecnologia de câmara melhorada. Segundo a empresa, o J5 e o J7 conseguem oferecer "um alto desempenho", que é esperado que seja acima da média da gama onde se inserem.

O J7 possuí um ecrã Super AMOLED Full HD de 5,5 polegadas e uma bateria de 3600 mAh. É acompanhado ainda por um processador Exynos 7870 Octa-Core, uma memória RAM de 3GB e a capacidade de armazenamento interno começa nos 16GB, mas pode ser aumentada através de um cartão microSD.

 

No que toca a fotografias, o J7 vem com uma câmara traseira de 13 megapíxeis e abertura de f/1.7, além de uma melhoria na tecnologia de processamento de imagem. A câmara frontal é também de 13 megapíxeis, mas a abertura fica-se pelos f/1.9.

O Galaxy J5 é, dos dois, o modelo mais compacto e modesto. Tem um ecrã Super AMOLED HD de 5,2 polegadas e uma bateria de 3000 mAh. No interior conta com um processador igual ao J7, o Exynos 7870 Octa-Core, uma RAM de 3GB e o armazenamento interno é, também, igual ao do seu irmão.

A câmara traseira é de 13 megapíxeis e tem uma abertura de f/1.7, tal como a câmara frontal, com a diferença de que a abertura focal, aqui, chega aos é f/1.9.

Neste caso, a grande diferença entre os dois equipamentos prende-se na bateria e no ecrã. Com esta nova série de equipamentos a Samsung quer trazer para o mercado dois telemóveis de gama média-baixa que pretendem continuar a ser dos equipamentos mais vendidos da marca dentro da gama em que se inserem.

O Galaxy J7 vai estar à venda por cerca de 350 euros e o J5 por volta dos 290 euros.