A autonomia é um dos problemas reconhecidos dos smartphones. Dependendo da utilização dada, há equipamentos cuja bateria não aguenta sequer o dia normal ‘manhã à noite’. E há outros dispositivos que destacam-se por permitirem autonomias de dois a três dias, se bem ‘espremidos’.

Mas nada se compara ao que a Oukitel promete com o K10000. Este equipamento tem uma bateria de 10.000 mAh e de acordo com a tecnológica, isso garante uma autonomia que pode variar entre os dez e os quinze dias em utilização normal.

O conceito de utilização normal é relativo e pode variar de utilizador para utilizador, mas não é esse o ‘segredo’ do Oukitel K10000. O que a marca chinesa fez foi misturar uma bateria potente com componentes modestas e que não requerem uma grande quantidade de energia.

Ecrã de cinco polegadas com resolução HD, processador de quatro núcleos a 1Ghz, 2GB de RAM, 16GB de armazenamento interno e sensor fotográfico de 13 megapíxeis são os elementos em destaque.

O smartphone já está em pré-venda nos EUA com um preço de 240 dólares, o equivalente a 220 euros, escreve o Engadget. Mas é de esperar que no dia 21 de janeiro, altura em que chega oficialmente ao mercado, possa ser encontrado em várias lojas online internacionais.

O K10000 destaca-se ainda pelo design diferenciador: perfil grosso, de linhas vincadas e retangulares. O sistema operativo fica a cargo do Android 5.1.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.