A qualidade da Samsung no segmento dos displays OLED é tão consensual que uma das suas maiores rivais no mercado dos smartphones abastece-se nas suas fábricas. Em 2018, no entanto, esta parceria vai atingir novos patamares, com a tecnológica sul-coreana a fornecer, pelo menos, 180 milhões de unidades à Apple. O negócio, contudo, pode chegar aos 200 milhões.

Apple “pede” 70 milhões de ecrãs curvos para o futuro iPhone à rival Samsung
Apple “pede” 70 milhões de ecrãs curvos para o futuro iPhone à rival Samsung
Ver artigo

Em 2017 a empresa foi responsável por fornecer os ecrãs do iPhone X, fazendo chegar à gigante de Cupertino cerca de 50 milhões de displays. Os ecrãs do novo flagship da Apple foram um dos destaques mais positivos para a crítica.

Note que cada um destes ecrãs é vendido por 110 dólares, pelo que a Samsung deverá encaixar uma receita a rondar os 19,8 e os 22 mil milhões de dólares.

Apesar de continuar a apostar nos displays da Samsung para equipar os seus smartphones, é sabido que a Apple tem trabalhado com a LG no desenvolvimento de um equipamento com display OLED flexível, que deverá chegar ao mercado em 2020.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.