Apesar de o registo apenas ver agora a luz do dia, o mesmo já tinha sido realizado no terceiro trimestre de 2014. Revelada pelo Gabinete de Patentes e Marcas dos EUA, a ideia foi publicada e dissecada pelo site Patently Mobile, uma plataforma que acompanha os registos de propriedades intelectuais das grandes empresas de tecnologia.

Segundo a publicação, o dispositivo funcionará em duas partes: quando utilizado em modo smartphone, o equipamento funcionará com o sistema operativo Android; e quando ligado ao computador portátil começará a operar com o Windows.

O novo híbrido permitirá ao computador ter acesso à Internet sem ter de estar ligado por Wi-Fi ou a uma pen, recebendo rede diretamente do telemóvel. Para além disso, enquanto estiver conectado ao computador, o smartphone funcionará como um touchpad e a sua bateria será carregada.

Os desenhos da patente mostram o computador a funcionar com o sistema operativo Windows, com o ícone do Internet Explorer esboçado, mas a patente esclarece: “O primeiro sistema operativo pode ser Android e o segundo poderá ser um sistema operativo Windows”. No entanto, a Samsung afirma ainda que “outros sistemas operativos também poderão ser aplicados”. Recorda-se que a tecnológica tem feito uma aposta significativa no seu próprio software, o Tizen, em várias linhas de equipamentos.

Não há referencia a características de hardware, mas a Samsung menciona na patente que “ao não ter componentes de um computador tradicional [CPU e HDD]”, o novo dispositivo deve ser “mais leve e mais fino”.

A ideia por trás do novo dispositivo da Samsung não é totalmente singular e vem na mesma linha do hibrido da Asus, o Transformer Book V: um computador que também é tablet e pode ser apenas um smartphone.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.