A ideia de um smartphone com um ecrã sem margens é um sonho de boa parte dos adeptos do mercado tecnológico. Embora ainda não tenha sido comercialmente concretizado, o conceito já foi inúmeras vezes reproduzido em modelos conceptuais e há até quem diga que o iPhone comemorativo dos 10 anos da Apple vai chegar com essa característica.

O caminho parece estar a fazer-se e a Samsung tem sido protagonista neste segmento. Em 2014, quando estreou o Note Edge, a tecnológica sul-coreana começou por delinear o que seria o futuro do seu segmento móvel onde, meses mais tarde, introduziu o primeiro equipamento Edge (Galaxy S6 Edge) sem qualquer moldura a amparar as laterais do ecrã.

Neste sentido, a lógica da inovação parece apontar para a supressão faseada de todas as margens que limitam os displays à zona frontal dos telefones e a Sharp veio para eliminar mais uma destas barreiras com um telefone sem molduras laterais nem superiores.

O conceito, a que a tecnológica japonesa chamou Corner R, foi estreado nesta última edição da CEATEC e utiliza o sistema de Free-Form Display que a empresa criou para adaptar ecrãs a superfícies mais disformes. Nesta primeira tentativa de levar a tecnologia do papel à realidade, a Sharp construiu um ecrã de 5.2 polegadas e 1080p de resolução.

Note-se que este é um equipamento conceptual que não tem qualquer plano de comercialização. No entanto, a simples materialização da tecnologia mostra o que é possível obter no atual estado de coisas.

Com apenas um lado para "abater", fica a pergunta: será possível eliminar a moldura inferior?

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.