Os consumidores portugueses vão ter acesso ao smartphone Jolla, da empresa com o mesmo nome. O equipamento tem como elemento diferenciador o sistema operativo - o Sailfish OS foi desenvolvido pela mesma equipa que foi responsável pelo MeeGo da Nokia.

O software assenta num conceito vertical - deslizar entre ecrã de início, aplicações em execução e lista de outras apps é feito para cima e para baixo, não da esquerda para a direita - e controlado sempre através de gestos. Quando o telefone está a "dormir", basta dar um duplo toque no ecrã para o ativar, por exemplo.

Estão garantidas 100 mil aplicações na Jolla Store, sendo que a maior parte será constituída por aplicações Android. Estão garantidos alguns nomes de peso como YouTube, Twitter, Skype, WhatsApp e Spotify.

O Jolla vai ficar disponível para pré-venda ainda durante o mês de dezembro, estando prevista a chegada ao mercado português durante o primeiro trimestre de 2014. O preço de comercialização do equipamento é de 399 euros.

O telemóvel chega a Portugal pela mão da SmarTeki9, uma empresa criada no segundo trimestre deste ano e que se apresenta como um representante português de produtos e serviços tecnológicos de várias marcas. A distribuição física de produtos funciona à base de uma rede de parceiros.

A nível de especificações o Jolla apresenta um ecrã de 4,5 polegadas com uma resolução de 960x540 píxeis, um processador da Snapdragon de dois núcleos a 1,4Ghz, 16GB de armazenamento e 1GB de RAM, além de um sensor fotográfico principal de oito megapíxeis e um secundário de dois megapíxeis.

O equipamento apresenta ainda suporte para LTE e Bluetooth 4.0.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.