Apesar de à primeira vista ser um smartphone, é a própria Sony que descreve o novo Xperia Pro-I como uma câmara com funcionalidades totais de smartphone. E o “I” do seu nome refere-se a Imaging. A nova estratégia da Sony passa por oferecer o melhor dos dois mundos: toda a sua tecnologia de processamento de imagem patente na sua família de máquinas fotográficas, num design típico de smartphone e respetivas especificações de topo.

O Xperia Pro-I pretende ser um produto arrojado, aproveitando as capacidades de comunicação de um smartphone, desde Wi-fi 6 a 5G, que vão ajudar o equipamento na partilha das fotografias e vídeos captados. E a Sony diz mesmo que este “smartphone” oferece um “genuíno sensor de imagem Exmor RS CMOS de tipo 1.0”, direcionando-se ao mercado profissional de fotografia, visto que é o mesmo sensor que alimenta a sua câmara Cyber-shot RX100 VII, um modelo popular no mundo dos vloggers, mas afinado para este novo equipamento.

Veja na galeria imagens do Sony Xperia Pro-I:

A Sony diz que esta câmara tem um desempenho superior em locais menos iluminados, suporta HDR e ainda cria o efeito de profundidade (bokeh” com qualidade. O módulo traseiro tem três sensores de 12 MP na traseira, entre a principal, a ultra grande angular e uma telefoto. E na frente conta com uma câmara de 8 MP. No entanto, cada pixel desta câmara consegue captar com mais detalhe e profundidade. As lentes são da Zeiss, sendo a principal de 24 mm com dupla obturação: f/2.0 e f/4.0, o que permite jogar com o campo de profundidade, criando um verdadeiro efeito Bokeh por hardware, diferente dos produtos gerados pelo software do smartphone.

Em termos práticos, este modelo é referido como tendo a capacidade de registar disparos de fotografias até 20 fps, graças ao processador BIONZ X encontrado nas câmaras usadas pelos jornalistas desportivos. O seu autofoco consegue fazer tracking do olho humano e de animais, tanto em foto como em vídeo. A Sony diz que consegue gravar vídeos a 4K HDR a 120 FPS, assim como reprodução desde 24 a 120 FPS.

Despindo as “roupagens” de câmara fotográfica profissional, este smartphone apresenta um ecrã OLED de 6,5 polegadas, com uma taxa de refrescamento de 120 Hz e uma resolução de 3840x1644. No interior tem um processador Qualcomm 888 5G. Tem 12 GB de RAM e 512 GB de armazenamento interno.

E sendo uma câmara, tem um leitor de cartões microSDXC, os mais rápidos para fotografia. O equipamento é alimentado por uma bateria de 4.500 mAh suportado por carregamento rápido a 30 W.

O smartphone chega às lojas em dezembro, com um custo de 1.800 dólares, colocando-se entre os topos de gama dobráveis da Samsung e os mais poderosos iPhones. Resta agora perceber se este equipamento vai ser analisado em benchmark de câmaras fotográficas tradicionais ou dos smartphones. Para dúvidas técnicas, a Sony tem um website detalhando todos os aspetos do equipamento.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.