Apesar do crescimento expressivo destas duas categorias, o sector dos equipamentos elétricos e eletrónicos recuou 11,69% ao longo do último ano, de acordo com os últimos dados da ANREEE, a associação responsável pelo registo deste tipo de dispositivos.

As declarações recebidas pela ANREEE em 2012 mostram descidas em quase todos os tipos de equipamentos. As variações mais acentuadas verificaram-se na categoria dos pequenos eletrodomésticos e das ferramentas elétricas, menos 21,4% e 29,6%, respetivamente.

Já os registos de tablets e laptops cresceram para um total de 614.310 unidades declaradas, bem como os registos relativos aos televisores que cresceram 58% face a 2011, neste último caso, valores relacionados com a Televisão Digital Terrestre (TDT).

Numa análise relativa aos três primeiros meses de 2013, a GfK mostrava tendências idênticas para os dispositivos móveis no seu mais recente TEMAX, mas já referia uma quebra nas vendas de eletrónica de consumo, relacionada com o abrandamento da procura de televisores, findo o processo de transição para a TDT.

Número de empresas registadas cresceu

Apesar da quebra de colocações no mercado de dispositivos elétricos e eletrónicos, o número de fabricantes registadas junto da ANREEE continuou a crescer em 2012, embora mais lentamente - 1,7% em 2012, comparativamente aos 3,1% em 2011 e aos 7,5% em 2010.

A taxa de cumprimento das obrigações declarativas, à ANREEE, por parte dos produtores, saldou-se em 88,9%.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.