A Apple costuma lançar a sua nova família de iPhones entre setembro e outubro de cada ano. Mas este ano, sendo excecional nas contas de todas as fabricantes, devido à pandemia de COVID-19, a Apple poderá adotar uma estratégia um pouco diferente. Ou seja, enviar para as fábricas um primeiro modelo da 12ª geração de iPhones já no final de julho. Trata-se de um modelo de entrada de 6,1 polegadas, segundo fontes próximas da Apple revelaram à DigiTimes.

A fonte refere ainda que dos quatro modelos previstos para este ano, a Samsung irá fornecer ecrãs para três deles, incluindo um de 5,4, 6,1 e 6,7 polegadas. A Apple reserva ainda um outro modelo de entrada de 6,1, cujos fornecedores são a LG e a BOE.

A produção antecipada desse modelo prende-se pela necessidade de usar módulos para os ecrãs táteis que são adquiridos à parte, a outros parceiros tecnológicos. Ao passo que a tecnologia da Samsung inclui o sistema no próprio display OLED fornecido à Apple.

Contudo, apesar da possível entrada antecipada em fábrica, não há garantia de que o novo smartphone possa ser lançado à frente do resto da família.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.