Vai precisar de criar uma conta na Polaroid Swing, ou então entrar com o seu perfil de Facebook ou Twitter, que são, curiosamente, as duas redes sociais a que esta app para iOS dá acesso direto no que diz respeito à partilha dos resultados finais.

Depois, o funcionamento da aplicação é bastante simples e muito parecido com o que conhecemos do Instagram: há um feed onde vão caindo todas as imagens animadas captadas com a Swing (e onde estão os nossos amigos na app), há o espaço pessoal de cada utilizador é há ainda o mais importante, que é a possibilidade de usar a câmara, fotografar, aplicar filtros (não são muitos...) e depois partilhar no feed, com associação direta às redes socais.

A diferença está, contudo, nas próprias fotografias. Além do tradicional formato Polaroid, aqui num esquema digital e não físico como antigamente, estas são sempre captadas aos pares, automaticamente, dando origem a uma imagem animada e composta por dois frames, por assim dizer.

 

O slogan é “as memórias movem-se; agora, as fotos também” e, melhor ainda, é possível fazer selfies 3D que ficam muito bem como fotos de perfil tanto na Swing como nas outras redes sociais que utilizamos. No fundo, como os próprios criadores da app mencionam, trata-se de criar fotos animadas com um único toque no ecrã do smartphone.
A Polaroid Swing está disponível gratuitamente na versão iOS e está a chegar também em formato Android.

[caption][/caption]

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.