Na era dos serviços de música por subscrição, a Microsoft decidiu acabar de vez com o Zune. No dia 15 de novembro a plataforma de música digital é desligada de vez e termina assim um dos projetos menos bem sucedidos da empresa norte-americana.

O Zune surgiu em 2006 para tentar rivalizar não só com a popularidade dos iPod, assim como com o serviço de música iTunes da Apple. E falharia nessa tentativa.

Em 2011 os leitores MP3 da linha Zune seriam descontinuados e agora a Microsoft coloca um ponto final na história da plataforma. Quem ainda for subscritor do Zune vai transitar diretamente para o mais recente serviço da tecnológica, o Groove.

A Microsoft promete compensar os utilizadores que já gastaram dinheiro com subscrições anuais e que não as vão gozar na totalidade.

Por causa desta decisão os leitores Zune que tinham capacidade de reprodução de música via streaming vão transformar-se em simples leitores MP3.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.