Alice é um avião totalmente elétrico construído pela empresa israelita Eviation e prepara-se para voar nas próximas semanas. É considerado o primeiro avião de passageiros totalmente elétrico a iniciar os testes.

O avião promete ser uma experiência de luxo para os seus passageiros, oferecendo assentos individuais com muito espaço e com janelas panorâmicas de 22 polegadas para que possa ver as paisagens durante o voo. Tem ainda a cabine dos pilotos e uma divisão na traseira para carregar bagagens.

Segundo adianta a CNN Business, o avião já realizou os testes do motor na semana passada e o CEO da empresa, Omer Bar-Yohay afirma que o seu primeiro voo será feito daqui a poucas semanas. Alice utiliza bateria com tecnologia semelhante aos automóveis e smartphones, com capacidade de carregar em 30 minutos. A sua autonomia é de uma hora, numa distância máxima de 440 milhas náuticas (cerca de 815 quilómetros), a uma velocidade máxima de cruzeiro de 461 km/h.

Veja na galeria imagens do avião Alice:

A Eviation construiu três versões do protótipo. A versão “commuter” permitem transportar nove passageiros e dois pilotos, assim como capacidade de 385 quilos de carga. Há uma versão executiva, com apenas seis assentos para garantir mais espaço aos passageiros. E há uma versão de carga, com capacidade de transportar 137 metros cúbicos de mercadorias.

Segundo a empresa, os custos de manutenção do avião Alice são cerca de 70% inferiores aos tradicionais jatos comerciais. A autonomia das baterias continua a ser o principal entrave na indústria da aviação aérea, mas neste caso também o seu tamanho e peso. Este último é um fator importante nas contas dos aparelhos, mas o CEO da empresa acredita que em dois ou três anos a tecnologia das baterias vai ser melhor, dando-se a explosão dos aviões elétricos.

Eviation

A empresa já tem 12 aviões Alice encomendados pela DHL para a sua frota de transporte de carga, prevendo-se a entrega dos aparelhos em 2024. Os aviões vão ser usados para entregas de distâncias curtas e nas palavras de Mike Parra, CEO da DHL à CNN, o objetivo é contribuir para a redução da pegada de carbono no planeta. Além da DHL, a Eviation já tem encomendas da CapeAir e outras para anunciar depois dos testes de voo do avião elétrico. No caso da CapeAir, a empresa americana conta ter serviços já em 2023 na ligação de cidades como Boston, Martha's Vineyard, Nantucket e Hyannis.

Boeing investe 450 milhões de dólares no táxi aéreo da startup Wisk Aero
Boeing investe 450 milhões de dólares no táxi aéreo da startup Wisk Aero
Ver artigo

Apesar dos esforços para iniciar a exploração comercial dos aviões elétricos, a empresa ainda necessita da certificação da FAA para entrar em produção massiva em 2024. No entanto, é possível antecipar certas certificações dependendo do tipo de projeto a que se destinam os aviões.

Outras empresas também estão a explorar os veículos aéreos, como o caso da Boeing, que acredita que o futuro da mobilidade urbana passa pelas redes de táxis aéreos autónomos. Desde 2019 que explora a Wisk Aero, uma empresa de táxis aéreos criada em parceria com a Kitty Hawk. Recentemente a Boeing reforçou o investimento em 450 milhões de dólares numa nova ronda de financiamento da startup.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.