Depois de se ter tornado numa das gigantes do comércio eletrónico, a Amazon quer apostar “em força” no mercado do entretenimento e está a investir centenas de milhões de dólares para tornar-se na próxima grande criadora e distribuidora de videojogos. A empresa liderada por Jeff Bezos está a preparar-se para lançar dois títulos originais já em maio deste ano.

Em entrevista ao The New York Times, Mike Frazzini, Vice-Presidente do departamento de jogos da gigante norte-americana, deu a conhecer que o objetivo por trás da nova aposta é “tentar pegar em tudo aquilo de bom que a Amazon tem e passa-lo para o mundo dos videojogos”. “Já estamos a trabalhar há algum tempo no projeto, embora produzir os títulos demore algum tempo”, afirmou o responsável.

No primeiro título, um MMO chamado New World, os jogadores são transportados para uma espécie de terra inspirada no universo de J. R. R. Tolkien. Aí terão de escolher se enfrentarão a aventura a solo, ou se lutarão contra as forças do mal em equipa. O videojogo para PC já está disponível no website da Amazon Games e na Steam em pré-venda.

O segundo a chegar é Crucible, um shooter na terceira pessoa com inspiração na ficção científica. A empresa afirma que, no jogo, cada combate é uma autêntica luta pela sobrevivência. Em Crucible, o jogador e a sua equipa terão de trabalhar em conjunto para cumprir vários objetivos, derrotar alienígenas e chegar vitoriosos ao fim do jogo.

Ao The New York Times, a Amazon indicou que depois de lançar oficialmente os títulos que tem na “calha”, planeia introduzir uma série de videojogos interativos no Twitch ao longo do Verão. Mas não é tudo, pois a empresa quer ser competir com o Google Stadia e avançar no mundo do cloud-gamming com algo que ainda tem o nome de código Project Tempo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.