Recorrendo aos robôs voadores, a gigante do ecommerce quer fazer entregas "em 30 minutos ou menos", refere-se a partir da página do projeto.

"Parece ficção científica, mas não é", garante a Amazon, afirmando que a nova opção ficará disponível assim que haja autorizações regulamentares, o que deverá acontecer no início de 2015.

Numa primeira fase, apenas os produtos com até cerca de 2,5 quilograma seriam entregues pelo novo sistema - o correspondente a 86% das entregas atuais da Amazon.

"No futuro será comum vermos drones no céu para fazerem entregas, talvez um dia até de correspondência ", referiu o diretor-geral da Amazon, Jeff Bezos, em entrevista à rede CBS. Num primeiro momento, o serviço só estará disponível nos Estados Unidos.

[caption]Nome da imagem[/caption]

[caption]Nome da imagem[/caption]

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.