A moda dos relógios inteligentes vai pegar. Dizem as empresas de análise como a IDC e a Gartner e dizem também as empresas que já estão ou vão colocar no mercado vários equipamentos desta gama. Mas o Blocks é um conceito diferente. Inspirado no projeto Ara da Google, a ideia passa por permitir a criação de um smartwatch à medida das exigências de cada pessoa.

O bracelete do relógio é composto por diferentes elos e é nestes elementos individuais que está o segredo do projeto. Cada elo funciona com uma tecnologia diferente, isto é, o utilizador pode escolher ter um elo com GPS, outro com Wi-Fi, outro com leitor de batimentos cardíacos e assim sucessivamente.

Pode também optar, por exemplo, por só ter Bluetooth para criar um equipamento de comunicação com o telemóvel. Depois bastaria acrescentar os "dummies" que são elos sem nenhuma tecnologia associada para fazer tamanho.

Desta forma o utilizador pode escolher as características fundamentais para o tipo de relógio que quer - pode ser do estilo desporto radical, pode ser dedicado ao fitness ou pode ser um companheiro do smartphone. Para um montanhista por exemplo, um relógio com ecrã e-ink faria mais sentido do que um ecrã OLED.

Os equipamentos modulares têm ainda a vantagem de poderem ser atualizados sem grande prejuízo para o utilizador: basta fazer um upgrade a um elo específico e deixar os restantes inalterados.

Diz a página oficial da Blocks que as peças modulares já estão em produção.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.