A SpaceX tentou, tentou e voltou a tentar, mas ainda não conseguiu recuperar um foguetão espacial. Fora das grandes luzes mediáticas a empresa Blue Origin, do fundador da Amazon, fez o que até aqui parecia pouco provável: enviou um rocket para o espaço e conseguiu recuperá-lo, pousando-o no solo.

A revelação foi feita pelo próprio Jeff Bezos no Twitter. E para os mais céticos fica um vídeo que comprova as partes mais críticas da missão:  


Mas há alguns elementos a ter em conta nas comparações com a SpaceX. O foguetão da Blue Origin apenas atingiu a camada suborbital da Terra, atingindo a velocidade de Mach 4.500 Km/H durante a descida. Em contrapartida, os rockets da SpaceX têm saído da órbita terrestre e têm descido a velocidades de 12 mil Km/H.

A SpaceX também tem tentado recuperar os seus foguetões no meio do mar, enquanto a Blue Origin fê-lo em terra ‘firme’. Mas não deixa de ser um feito para a indústria aeroespacial e um bom indicador para as pretensões da tecnológica de Jeff Bezos. Até o próprio diretor executivo da SpaceX, Elon Musk, deu os parabéns à 'rival':


A recuperação do rocket espacial decorreu de um teste muito maior. A Blue Origin testou o veículo espacial New Shepard que consiste num foguetão B3-E e numa cápsula para passageiros. No vídeo também é visível que a cápsula reentrou na atmosfera terrestre sem problemas e a aterragem também foi bem sucedida.


E à semelhança da SpaceX, também a Blue Origin tem planos para ter um mega-foguetão espacial.

"Estamos a construir a Blue Origin para plantar uma presença duradoura no espaço, para ajudar-nos a ir além deste planeta azul que é a origem de tudo o que conhecemos", diz em comunicado Jeff Bezos. O empreendedor norte-americano garante que não está a trabalhar apenas para ser criar uma empresa de transporte espacial, mas também quer encurtar o dia em que os humanos vão ver e trabalhar no espaço.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.