Preservar o passado não é uma tarefa fácil, especialmente quando se trata do esqueleto de um Tyrannosaurus Rex com 66 milhões de anos. E se fosse possível “imortalizá-lo” através de impressão 3D? Uma equipa de especialistas do Museu de História Natural de Leiden, na Holanda, decidiu assumir a missão e, depois de muitas horas de trabalho, foi possível criar uma réplica de um dos três esqueletos de T-Rex mais completos alguma vez descobertos.

Também conhecido como “Trix”, o espécime com quase cinco toneladas e 12,5 metros de comprimento, é uma das peças mais populares do museu e foi descoberto em 2013 por um conjunto de paleontologistas holandeses numa escavação em Montana, nos Estados Unidos. O esqueleto destaca-se por ter entre 75% a 80% dos seus ossos intactos.

O objetivo do projeto foi criar uma versão do "Trix" que pudesse estar em exposição no Dinosaur Museum, em Nagasaki, Japão, sem pôr em causa o esqueleto original. Para recriá-lo, os especialistas recorreram a scans 3D realizados pela equipa que descobriu o esqueleto em parceria com a Artec3D e a 4Visualization.

O processo de impressão 3D de todas as peças que compõem o autêntico puzzle que é o esqueleto do Trix, onde foram também reconstruídos alguns dos ossos em falta, levou cerca de um ano. Foram necessárias duas impressoras de grandes dimensões para dar conta da missão, a qual acabou por sofrer o impacto da pandemia de COVID-19, levando a alguns atrasos.

Com todas as peças impressas, a equipa passou para o próximo passo: pintá-las de modo a parecerem ossos realistas. Todas as partes serão depois enviadas para o museu no Japão numa espécie de “kit” de montagem.

Réplica do Trix impressa em 3D no Museu de História Natural de Leiden Réplica do Trix impressa em 3D no Museu de História Natural de Leiden
créditos: Naturalis Biodiversity Center / Bart Braun

Em comunicado o museu holandês explica que os especialistas japoneses contarão com a sua ajuda no processo de montagem através de reuniões online. “Estávamos a pensar viajar para o Japão, levando connosco a réplica, e ajudá-los a montá-la lá, mas as restrições devido ao coronavírus tornaram a viagem impossível”, elucida Hanneke Jacobs, líder do projeto.

É certo que o próprio Museu de História Natural de Leiden teve de encerrar devido à pandemia de COVID-19, mas a equipa decidiu treinar e filmar a construção da réplica no átrio do edifício não só para verificar se tudo estava em ordem, mas também para dar aos visitantes a oportunidade de verem o processo de montagem.

A réplica do "Trix" estará em exposição em todo o seu esplendor no Dinosaur Museum a partir de outubro deste ano. Entretanto, as impressoras 3D do museu holandês que trataram da tarefa quase hercúlea vão continuar em operação, mas serão responsáveis por projetos de menor dimensão.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.