Cerca de 100 sites com conteúdos alegadamente pedófilos foram eleitos pelo grupo ativista de hackers Anonymous como novo alvo, numa tentativa de encerrar estes meios online usados para partilha de conteúdos de teor pedófilo e, deste forma, reduzir o número de ferramentas digitais usadas para manter esta atividade.


Segundo informações difundidas pela ZDNet, a nova ação, denominada Operation PedoChat, terá deitado abaixo durante o passado fim de semana várias dezenas de sites com fotos e vídeos de crianças, supostamente usados pelos pedófilos para troca e partilha online.



Numa visita a alguns dos alvos eleitos pelo Anonymous, a ZDNet refere ter confirmado 85 sites identificados pelo grupo, que na sua maioria estavam em baixo. O grupo promete ainda aumentar diariamente os sítios eleitos para os ataques.



Em comunicado, o Anonymous explica as razões dos novos ataques:"Tem surgido ultimamente uma onda de sites dedicados a pedófilos que permitem conversas em chat, a partilha de imagens, etc. Estes sickos defendem abertamente conceitos como "amor de homem-menino" (…) e isto não se limita a rapazes, pois ecrãs com pequenas raparigas surgem com impunidade. A pornografia infantil é partilhada com frequência e até imagens aparentemente inocentes servem para alimentar fantasias diversas. Isto é inaceitável e não será tolerado".



A ação OpPedoChat surge na sequência de outras ações do Anonymous sobre sites de conteúdos pedófilos, como o ataque em Outubro de 2011, que deitou abaixo 40 sites com conteúdos pedófilos.



Num novo vídeo disponibilizado recentemente, o grupo ativista explica as razões da nova operação PedoChat:


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.