Quando pensa em fotografia pensa num retrato, numa paisagem, numa fotografia de grupo, numa imagem desportiva ou mais recentemente na imagem de um prato de comida se for adepto do Instagram. Mas há muitas mais categorias fotográficas e duas portuguesas foram distinguidas num concurso de imagens científicas.

Coordenadora de um grupo de investigação na University College de Londres, Paula Alexandre captou em imagem a divisão celular no cérebro de um embrião de um peixe-zebra, escreve a TSF.

Já Sílvia Ferreira, do King’s College de Londres, foi distinguida em conjunto com Cristina Lopo e Eileen Gentleman pela imagem de uma célula estaminal humana do osso do quadril.

As duas imagens fazem parte de um catálogo mais vasto de 20 fotografias científicas que foram distinguidas no Wellcome Image, um concurso que distingue esta categoria de fotografias.

A distinção funciona também como uma nomeação para o galardão final que será conhecido a 15 de março.

As 20 imagens foram selecionadas por um júri composto por especialistas e peritos em artes visuais, medicina e ciências biomédicas. As fotografias vão depois ser expostas em centros científicos, museus e galerias um pouco por todo o mundo.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.