Quando a Internet parecia já potenciar quase tudo o que é possível e socialmente aceite para estreitar relações amorosas afastadas pela distância, chega do Japão mais um contributo para aproximar o que os quilómetros afastam.



O Laboratório Kajimoto da Universidade japonesa de Comunicações Electrónicas mostrou ao mundo um dos seus mais recentes projectos de investigação. Trata-se ainda de trabalho em progresso, mas os primeiros resultados já estão a causar alguma sensação.



Investigadores da organização criaram um dispositivo que é a base para recriar um beijo na boca … à distância. O equipamento coloca-se na boca de um dos interlocutores e o software associado grava os movimentos feitos com a língua, podendo depois reproduzi-los à distância num equipamento idêntico, colocado na boca que quer partilhar aquele beijo.



Os autores do projecto mostram-se entusiasmados com o potencial do seu invento, descrito num vídeo publicado originalmente pelo Mashable, mas admitem que há trabalho a fazer para conseguir recriar os restantes elementos que fazem de um beijo … um beijo.


O trabalho é portanto para continuar, tendo como objectivos conseguir também recriar o sabor, a respiração e a textura da língua que fazem de cada beijo uma sensação única.


O investigador que mostra os desenvolvimentos antecipa que uma das situações em que o novo dispositivo pode ter grande sucesso é ao nível do merchandising. E se fosse possível vender aos fãs beijos apaixonados de um actor ou cantor muito popular?


Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.