Será lançado esta quarta-feira um veículo espacial que contou com intervenção portuguesa. O grupo ISQ passou os últimos cinco anos a colaborar com a Agência Espacial Portuguesa no desenvolvimento do Intermediate eXperimental Vehicle (IXV), com a capacidade de fazer voos orbitais e deslocações em voo planado.

A intervenção do grupo ISQ, uma organização tecnológica portuguesa de prestação de serviços, resultou em ensaios de qualificação do escudo térmico do IXV. A colaboração mais recente decorreu no centro de ensaios da empresa, em Castelo Branco, onde se realizaram os últimos ensaios de qualificação do sistema.

Este projeto levou a um investimento de cerca de dois milhões de euros e de 15 mil horas de trabalho, espalhadas por cinco anos, por parte de 26 técnicos portugueses da ISQ: 20 deles nos testes realizados em solo nacional, e mais seis em Kourou, na Guiana Francesa, onde está localizado o Centro Espacial Europeu e o palco para o lançamento do IXV.

"O investimento feito não se esgota neste projecto. Ele vai permitir a dinamização da nossa actividade e o desenvolvimento de novas áreas de negócio", afirmou Paulo Chaves, responsável pelo mercado aeroespacial do ISQ. "Ganhámos um conjunto de competências e de credibilidade neste mercado que vão reforçar as nossas vantagens competitivas e abrir a porta a projectos internacionais mais ambiciosos nas mais diversas áreas", continuou.

O lançamento do IVX está previsto acontecer hoje, dia 11 de fevereiro, num foguetão VEGA, para que possa atingir uma altitude superior a 400 Km e uma velocidade de 7,5Km/s.

Será realizada uma trajetória equatorial para a recolha de dados e a aterragem está planeada para o Oceano Pacífico, sendo depois recolhido por um navio que irá trazer o veículo de volta para a realização de novos testes, também com a participação do ISQ.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.