A equipa de astrónomos internacionais liderada pela universidade do Arizona confirmou a existência de 104 exoplanetas válidos e 197 candidatos, identificados na segunda fase da missão do telescópio espacial conhecido como o "caça planetas".

O relatório que foi publicado pela equipa revela os novos resultados do Kepler, que em 2013 se temeu estar "morto" mas cuja missão foi retomada em 2014 e que já este ano foi crucial num dos anúncios da NASA que gerou mais expectativa e interesse, antecipando a possibilidade e resposta à pergunta "estamos sozinhos no Universo?".   

A missão do telescópio espacial Kepler identificou 4.302 potenciais planetas, 1.284 considerados candidatos a serem "reais" com uma probabilidade superior a 99%. Agora o estudo revela o número de exoplanetas, que por definição são planetas fora do nosso sistema solar, mas a orbitar uma estrela e com potencial para existência de condições de vida.

 

A equipa fez uma análise aos planetas descobertos e garante que pelo menos quatro devem ter solo rochoso, como a Terra e Marte, e estão a uma distância de 181 anos us da Terra, na direção da constelação Aquário. 

Esta anúncio é ainda cauteloso e os cientistas avisam que será necessário desenvolver mais investigação para determinar quantos destes planetas podem ter condições reais para a emergência de vida.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.