A especificidade da tecnologia está na capacidade de monitorizar os registos e impacto da atividade física no utilizador a vários níveis, numa perspetiva 3D que é alimentada pelos vários sensores integrados no gadget, detalha a empresa que já consegui o dobro do valor pedido numa plataforma de crowdfunding, para lançar o dispositivo.



A empresa solicitava 125 mil dólares para passar do protótipo ao produto final, que se propõe lançar em finais deste ano, mas conseguiu já angariar mais de 330 mil dólares. E ainda falta uma semana para terminar o prazo da campanha lançada no Indiegogo.



O Atlas, uma bracelete preta que “dispara” informação em amarelo, é capaz de identificar diferentes tipos de exercícios, comparando os níveis de atividade do utilizador com os padrões registados no equipamento. Se o utilizador fizer um treino com exercícios desconhecidos para a plataforma, o sistema recolhe informação e aprende com os movimentos do utilizador.



A pulseira é à prova de água, pelo que também é uma alternativa para monitorizar atividades abaixo da superfície conseguindo, por exemplo, reconhecer a diferença entre várias estilos de natação.



O Atlas é compatível com várias aplicações móveis de desporto, como o MapMyFitness, para onde permite exportar todos os dados registados durante o exercício.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.