Com fins de entretenimento e melhoria da qualidade do quotidiano, as novas tecnologias são muitas vezes utilizadas para salvar vidas. O exemplo mais recente vem da Flórida, Estados Unidos da América, onde uma equipa de médicos imprimiu o molde de um coração 3D para realizar uma intervenção cirúrgica a uma menina de 4 anos, onde o mínimo erro poderia ser fatal.



Adanelie Gozalez é uma menina de 4 anos que sofria de uma ligação anómala das veias pulmonares. Esta doença rara provocava o bombeamento do sangue para locais indevidos do corpo humano, causando dificuldades respiratórias e enfraquecimento do sistema imunitário.



Apesar de terem já sido realizadas uma série de intervenções cirúrgicas para diminuir o problema, era necessária uma solução mais duradoura para que a esperança de vida desta menina não ficasse possivelmente reduzida a poucos dias.

Com a ajuda de fotografias recolhidas dos exames realizados, a equipa de médicos do Miami Children’s Hospital conseguiu criar uma réplica exata do coração da Adanelie com um material flexível, permitindo-lhes antever uma cirurgia com o coração do dador com uma margem de erro mínima.



“A impressão 3D acrescenta mais um elemento aos cuidados em situações de complexidade extrema onde a intervenção cirúrgica nem era sequer dada como possível”, disse a cardiologista pediátrica, Nancy Dobrolet, em comunicado. “No caso da Adanelie, o modelo 3D deu-nos a oportunidade de realizar uma cirurgia que poderia assegurar a sua sobrevivência”.



Esta menina encontra-se agora a recuperar no hospital de Miami e o seu sistema circulatório já funciona naturalmente.



Nota de redação: Feitas correções no texto por indicação dos leitores


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.