Missão cumprida. O hitchBOT conseguiu ir desde a costa oeste à costa leste do Canadá apenas e só através da ajuda dos humanos. A deslocação sempre feita à boleia – mas nem sempre feita de carro, pois chegou a andar de barco e noutros transportes – demorou 21 dias.



A jornada começou na cidade de Halifax no dia 27 de julho e terminou em Victoria no final da semana passada. Uma viagem que decorreu sem grandes problemas e sem vandalismos, o que deixou o coautor da iniciativa, David Smith, bastante satisfeito como relata o jornal The Star.



O hitchBOT é um robot equipado com tecnologia essencial para cumprir a sua missão: tinham um sistema de localização por GPS e tinha também a capacidade de manter uma conversa simples com as pessoas. E ao longo das três semanas de aventura foram vários os “amigos” que o robot conseguiu fazer.



Numa conta no Twitter e num perfil do Instagram foram partilhados momentos do robot em vários locais do Canadá. E a viagem nem parece ter sido aborrecida já que o hitchBOT pode ser visto várias vezes em casas de pessoas ou em bares locais.


A experiência foi um sucesso como comprova o tempo que levou a conseguir a primeira boleia – desde que foi largado numa estrada próxima ao aeroporto só teve de esperar dois minutos até que alguém o levasse para outras paragens.



A viagem do robot teve como objetivo testar as relações e interações entre humanos e robots.



Amanhã, 21 de agosto, o hitchBOT vai despedir-se em grande num evento que está marcado para a cidade de Victoria. Depois está pronto para regressar a casa e recuperar da viagem – há registo de um painel LED partido e o sistema de discurso também já não é tão preciso como no início da viagem.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.