A Nissan anunciou recentemente que será já em agosto que começam as vendas do seu primeiro automóvel equipado com uma tecnologia de condução autónoma. Trata-se da minivan Serena, uma recriação de um modelo originalmente lançado nos anos 80, que chega agora ao mercado japonês equipada com o sistema ProPILOT.

O ProPILOT é uma tecnologia capaz de conduzir o veículo de forma autónoma numa faixa de auto-estrada controlando as viragens do volante, a aceleração e a travagem. Como diz a marca, o sistema tem como propósito “auxiliar a ação do condutor em situações de tráfego intenso e em ligação de longa distância”. Não confundir esta tecnologia com outras que servem de base a veículos totalmente autónomos com o que a Google está a desenvolver, por exemplo.

A ação do ProPILOT é limitada a apenas uma faixa de rodagem, que é detetada por GPS, e a velocidades entre os 30 e os 100 km por hora. A fabricante revela, contudo, que em 2018 o sistema será já capaz de mudar de faixa. Em 2020, por conseguinte, a tecnologia estará pronta para funcionar num regime totalmente autónomo em ambientes urbanos.  

Segundo avança o site Mashable.com, o sistema ProPILOT  da Nissan (que a marca já anunciou também para o modelo Qasquai em 2017) é comparável aos sistemas de condução semi-autónoma de marcas como a Tesla e a Mercedes, por exemplo, que se enquadram no nível 2 de condução assistida, em que “o condutor pode retirar as mãos do volante sem colocar em risco a segurança”.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.