Foi em 2013 que Elon Musk, fundador da SpaceX e da Tesla, propôs um sistema de transporte que utiliza túneis em vácuo, sendo o meio de transporte um tubo, ou cápsula, onde são transportados os passageiros. Conhecido como Hyperloop, este sistema sem fricção pode atingir velocidades superiores a 1.295 Km/H.

Após o anúncio da ideia, Musk retirou-se do projeto, alegando falta de tempo por estar demasiado ocupado com a SpaceX e com a Tesla Motors. Desde então, mudou de ideias e, em janeiro deste ano, anunciou planos de construir uma pista de testes de oito quilómetros para o Hyperloop no Texas.

Entretanto, a Hyperloop Technologies, uma empresa que surgiu recentemente e que quer dar vida ao conceito, anunciou esta quinta-feira, dia 26 de fevereiro, a formalização de um acordo para a construção de uma pista de oito quilómetros em Quay Valley, uma cidade com 150 mil habitantes que ainda terá de ser construída e que fica entre Los Angeles e São Francisco. O "troço" do Hyperloop será integrado de origem na nova localidade.

A pista, que será instalada numa área urbana, deverá começar a ser construída em 2016, estando prevista a sua finalização em 2019, explica o TechCrunch. O projeto terá um custo de 100 milhões de dólares.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.