Às 2.30 da madrugada já a Lua tinha entrado na sombra causada pelo planeta Terra e apresentava-se só com uma metade brilhante. E aos poucos também essa parte se foi perdendo, “engolida” pela falta de luminosidade que gradualmente evoluiu para um tom avermelhado. Era a tão falada Lua de Sangue, mas esta segunda-feira, 28 de setembro, foi mais do que isso: foi uma Super Lua de Sangue.

O fenómeno foi captado um pouco por todo o mundo e as imagens da super Lua encheram as principais redes sociais - Facebook, Twitter e Instagram.

Em Portugal o "show" do satélite natural começou à 1:10H da madrugada, altura em que a Lua começou a entrar na penumbra causada pelo planeta Terra. O eclipse teve início cerca de uma hora depois e só estaria terminado por volta das 6:25H.

A conjugação de um eclipse lunar com o fenómeno de Super Lua é raro e só acontece algumas vezes em cada século. A última vez que tal aconteceu foi em 1982 e agora só se repete em 2033.

Se quiser recuperar o momento basta pesquisar nas redes sociais pelas hashtags #SuperBloodMoon ou #SuperLua para ver as melhores imagens captadas pelos internautas.


Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.