Foram precisos quase dois anos para que Francisco Mendes e Jorge Pinto conseguissem atingir o objetivo de criar uma impressora 3D que fosse apelativa no aspeto, fosse portátil, partilhável e fosse amiga do ambiente o mais possível. A Beethefirst foi ontem, 9 de outubro, oficialmente apresentada ao público.

O resultado final corresponde ao desafio lançado pelos fundadores da empresa Beeverycreative de melhorar alguns aspetos das outras impressoras 3D que já existem no mercado. Mas como tudo na vida há um processo de evolução que é preciso seguir.

O TeK reproduz algumas imagens que mostram como evoluiu em tamanho, em desenho e em conceito a Beethefirst.

[caption]Beethefirst[/caption]

[caption]Beethefirst[/caption]

[caption]Beethefirst[/caption]

[caption]Beethefirst[/caption]

[caption]Beethefirst[/caption]

[caption]Beethefirst[/caption]

A impressora tem conseguido atrair o público, que segundo Francisco Mendes e Jorge Pinto, têm tido uma boa receção ao equipamento.

Para ver alguns utensílios e objetos que podem ser fabricados com a Beethefirst leia o artigo sobre a apresentação da impressora 3D da empresa de Ílhavo.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.