Os investigadores alegam que menos de 600 pessoas já viveram experiências fora da atmosfera terrestre, e sem contar com astronautas e cosmonautas, as viagens ao espaço são caras e difíceis de conseguir.

A ideia não é abrir uma transportadora low cost, mas garantir um acesso facilitado através das tecnologias de 3D e recorrendo a consumíveis simples e disponíveis de forma alargada no mundo.

Segundo os fundadores da iniciativa, cada viagem por custar apenas 40 libras, cerca de 48 euros, mas o Virtual Ride to Space está à procura de 30 mil euros na plataforma de crowdfunding para financiar a ideia.

Isto porque primeiro é preciso recolher as imagens, usando como materiais um balão semelhante aos utilizados na meteorologia, com câmaras HD que são transportadas a 20 km de altitude, que permitirão reconstruir uma imagem imersiva semelhante à experimentada pelos astronautas.

A experiência fica completa com a utilização dos Oculus Rift, mas quem não tiver este dispositivo poderá também usar o PC e o telemóvel, embora com resultados limitados na imersão...

O pedido de financiamento está aberto até abril para a primeira tentativa de lançamento em junho, iniciando-se o desenvolvimento do software m Setembro. O objectivo é ter o projecto completo até abril de 2015.

Veja o vídeo com mais detalhes sobre o projeto e a explicação dos investigadores que o estão a desenvolver.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.