A dependência das infra-estruturas de Tecnologias da Informação e Comunicação faz com que cada vez mais os países estejam sujeitos a ciberataques. O caso da Estónia é um dos mais conhecidos, depois de em 2007 ter sido vítima de um ataque sem precedentes às redes informáticas.

Ataques de denial of service foram lançados contra várias entidades a 27 de Abril daquele ano, causando um enorme impacto na vida se segurança das pessoas. "Os cidadãos da Estónia sentiram que existia uma ameaça real à segurança nacional. A tensão era elevada e as pessoas queriam mais informação, muitas acederam a notícias online mas não tiveram resposta, iam aos bancos online e estes estavam em baixo, por isso havia uma reacção emocional que mostrava que alguma coisa estava errada", explica o ministro da defesa neste vídeo.

O ataque prolongou-se por duas semanas, isolando a Estónia de outros países europeus e foi pedida ajuda à NATO, uma situação inédita para a organização internacional. denial of service

A NATO não estava na altura totalmente preparada para defender os seus membros de um ciberataque mas conseguiu montar alguma assistência. Actualmente mantém um centro operacional 24 horas por dia na Bélgica, que actua de forma defensiva mas também preventiva.

Veja este vídeo da NATO onde se explica a gravidade dos ataques à Estónia e a forma como a organização se preparou para novas eventualidades e para responder a pedidos de ajuda que possam surgir.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.