Muitas fabricantes têm apostado na tecnologia de carregamento wireless para os seus equipamentos, poupando assim a necessidade de ligar os smartphones aos fios nas tomadas. Ainda assim, mesmo com o evoluir da velocidade de carregamento, a tecnologia obriga a pousar os equipamentos numa base, por exemplo, impossibilitando de os utilizar durante o processo.

É essa barreira que a Xiaomi quer agora ultrapassar com o seu novo sistema de carregamento Mi Air Charge. O sistema carrega múltiplos equipamentos em simultâneo enquanto o utilizador joga, se desloca na divisão e até, como pode ver no vídeo, quando tem obstáculos pela frente. A fabricante pretende desta forma entrar naquela que chama “verdadeira era dos carregamentos sem fio”.

O sistema assenta em tecnologia beamforming, projetando a energia através de um bloco de carregamento com cinco antenas de interferência “phase” incorporadas, capazes de detetar com grande precisão a localização do smartphone. No vídeo é mostrado que na tampa da caixa de matriz constam 144 antenas capazes de transmitir com uma precisão milimétrica ondas diretamente para o smartphone através desse beamforming.

A tecnologia beamforming tem sido utilizada essencialmente em routers das redes sem fio para melhor distribuir o sinal de internet. Esta técnica usa transmissões direcionais de forma a melhorar o aproveitamento da largura de banda das ligações. Ainda recentemente a Devolo apresentou o seu novo sistema Mesh Wi-fi aproveitando a tecnologia beamforming para melhorar o sinal de rede. A Xiaomi utiliza um sistema semelhante para redirecionar a energia para os seus equipamentos no Mi Air Charge.

No blog da fabricante é explicado que os smartphones estão equipados com um conjunto de antenas recetoras que transmitem a informação do posicionamento do equipamento, com um consumo baixo de energia. Esse conjunto é composto por 14 antenas que convertem essa onda do sinal milimétrico emitido pela base em energia elétrica, “transformando a experiência de carregamento típico de ficção científica em realidade”, afirma a empresa.

Mi Air Charge

Obviamente que estamos a falar de um carregamento ainda lento, sendo capaz de carregar a 5 Watts (no máximo) para cada equipamento, num raio de vários metros. A empresa espera num futuro próximo continuar a desenvolver esta tecnologia e transportá-la para outro tipo de equipamentos, como smartwatchs, braceletes e outros wearables. E o futuro para a Xiaomi passa mesmo por ter incluídos colunas de som, candeeiros de secretária e outros gadgets domésticos baseados em carregamento wireless.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.