Cerca de 10 meses depois de ter anunciado que ia absorver o departamento da área da saúde do laboratório britânico de inteligência artificial DeepMind, a Google anunciou que a decisão é mesmo oficial. Tal como indicou Dominic King, clinical lead da DeepMind, numa publicação do blog da gigante da tecnologia, agora, a empresa de IA fará parte do ramo de medicina da empresa da Alphabet: a Google Health.

O atraso na integração é considerado por muitos como um sinal do quão controverso este tem sido desde o seu início. A Google tem mantido uma relação tensa com o laboratório inglês, o qual adquiriu em 2014, uma vez que este tem oferecido resistência à forma como a empresa planeia explorar os seus produtos. A DeepMind esteve também envolvida num debate controverso sobre da privacidade dos dados dos pacientes britânicos na aplicação que tinha criado, uma vez que os seus registos estavam a ser partilhados com a empresa de forma não consentida.

De acordo com a BBC, depois deste escândalo em 2016, Mustafa Suleyman, cofundador da DeepMind, decidiu prometer aos utilizadores que a sua empresa opera de forma autónoma, sendo que os dados dos pacientes nunca seriam associados à Google. Em 2017, a parceria entre o serviço nacional de saúde britânico (NHS) e o laboratório foi declarada ilegal, mas ambas as partes continuaram a trabalhar em conjunto.

O anúncio oficial da integração chega um mês depois de Suleyman, que estava a liderar a divisão agora a cargo de Dominic King, ter indicado que tiraria uma licença de saída por um tempo indeterminado e por motivos ainda desconhecidos.

Tal como avança o Business Insider, o qual teve contacto com uma fonte interna, a Google tem intenções de tomar controlo do ramo da DeepMind que se foca na aplicação da inteligência artificial na medicina, sendo uma decisão que não só deixaria Suleyman sem um papel definido na empresa britânica, mas também a tornaria numa espécie de organização dedicada à pesquisa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.