Durante o Ciência'19 a presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia já tinha adiantado a notícia de que o número de bolsas de doutoramento seria alargado para 1.800 a 1.900, mas o anúncio oficial é feito hoje na Universidade da Beira Interior, na Covilhã, numa sessão que conta com a presença do Ministro do Planeamento, Nelson de Souza, do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira, e da Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, Maria do Céu Albuquerque.

É através de uma parceria entre os dois ministérios, do Planeamento e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior que se conseguiu o financiamento para aumentar significativamente o número de bolsas, que no ano passado foram de 1.500 e agora passam a "cerca de 1.900".

Ciência'19: Entusiasmo e paixão pela Investigação, mais mulheres e muitos jovens no encontro da Ciência
Ciência'19: Entusiasmo e paixão pela Investigação, mais mulheres e muitos jovens no encontro da Ciência
Ver artigo

Segundo os dados partilhados, este número duplica o número de novas bolsas apoiadas anualmente face a 2015, quando foram apoiadas apenas 957 bolsas. Mas recupera o número máximo que tinha sido atingido em 2009.

As bolsas destinam-se a apoiar investigadores que pretendam desenvolver trabalhos de investigação para a obtenção do grau académico de Doutor e são financiadas através da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, aproveitando também o atual quadro da reprogramação dos Programas Operacionais Regionais do Portugal 2020.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.