O táxi espacial CST-100 Starliner da Boeing completou o quinto, último e mais perigoso teste ao seu sistema de paraquedas. Dois dos seis paraquedas foram propositadamente desativados da cápsula, que foi libertada de um balão a uma altitude de 40.000 pés (cerca de 12.200m). Durante a descida, os outros quatro paraquedas foram ativados e cápsula aterrou conforme o previsto no solo do White Sands Missile Range, do exército americano.

John Mulholland, vice-presidente da Boeing Starliner, agradeceu à sua equipa, bem como à da NASA e à do exército americano, acrescentando que “com as suas contribuições, o Starliner vai viajar até à Estação Espacial Internacional (ISS) e voltar em segurança no final do ano”.

O primeiro lançamento do Starliner, a partir do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, está previsto para este verão. Um foguetão United Launche Alliance Atlas V vai enviar um Starliner não tripulado para a estação espacial para uma estadia de uma semana. Depois disso, os astronautas Mike Fincke e Nicole Mann, da NASA, e Chris Ferguson, da Boeing, poderão então realizar o primeiro voo tripulado do Starliner.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.