Quando o programador Markus Persson lançou o jogo indie Minecraft no mercado, estava longe de imaginar que ficaria milionário ao vender a sua empresa Mojang à Microsoft por uns “meros” 2,5 mil milhões de dólares. Mas certamente que não contava que o jogo se tornasse numa poderosa ferramenta de ensino: 85 milhões de crianças tiveram o primeiro contacto com o mundo da programação através do popular jogo.

Em 2015, a iniciativa Code.org, dedicada ao ensino de ciência informática, aliou-se à Microsoft e tornou-se numa das primeiras a adotar Minecraft como ferramenta educativa nas salas de aula. Três anos depois os resultados estão à vista e mais de 85 milhões de crianças aprenderam os conceitos básicos de programação.

O Minecraft era só um jogo mas agora também ensina a programar
O Minecraft era só um jogo mas agora também ensina a programar
Ver artigo

Muitas escolas adotaram o programa da Code.org, utilizando Minecraft igualmente para ensinar noções de álgebra, química ou história. Os professores referem que devido à natureza estética do jogo, a presença de personagens reconhecíveis, os elementos gerais do universo e os respetivos sons, puxam pelo interesse dos alunos, mantendo-os focados nos objetivos das aulas. A verdade é que a programação tornou-se uma das atividades extracurriculares mais populares nas escolas.

No vídeo em baixo pode assistir testemunhos de alguns dos mais influentes programadores do mundo, incluindo Bill Gates (Microsoft), Mark Zuckerberg (Facebook), Jack Dorsey (Twitter) entre outras figuras do mundo digital sobre a importância de programar um computador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.