Colocado em funcionamento em Maio, na Alemanha, o Jugene vê confirmado o seu estatuto de terceiro sistema mais potente do mundo, com a divulgação do TOP500. A lista, de cariz semestral, é liderada por Roadrunner e Jaguar, ambos norte-americanos.

Roadrunner foi o primeiro computador a superar a barreira do petaflop por segundo. Situada no laboratório militar de Los Alamos, prevê-se que esta máquina venha a alcançar os 1,6 petaflop por segundo.

O sistema conta com perto de 16 mil processadores Cell, inicialmente destinados à PlayStation 3, e é usada na manutenção e protecção do arsenal nuclear do país, assim como para cálculos meteorológicos.

O Roadrunner é seguido de perto pelo Cray XT5 Jaguar instalado no Laboratório Nacional de Oak Ridge, que alcançou pouco depois da sua instalação os 1,059 petaflop por segundo.

A terceira posição é então arrecadada pelo Jugene, uma nova máquina IBM BlueGene/P instalada no Centro de Investigação Julich na Alemanha, com uma capacidade de computação de um petaflop por segundo, ou mil milhares de milhão de cálculos por segundo.

O Jugene foi desenvolvido com o apoio financeiro do Governo alemão e ocupa cerca de 72 armários do tamanho de cabines telefónicas, tendo por objectivo estudar os efeitos de alterações climáticas, desenvolvimentos na área da genética ou noutras áreas da ciência, melhorando a capacidade de prever fenómenos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.