O presidente da ANSOL, entidade que iniciou a petição pública para tentar impedir o avanço da proposta de lei da cópia privada, está satisfeito com a admissão do documento por parte da 1ª Comissão Parlamentar. Rui Seabra diz que tem todo o gosto em poder explicar aos deputados quais os erros que existem na revisão legislativa proposta pelo Governo.



O porta-voz da associação diz que gostava de poder defender a sua posição – e a de milhares de portugueses, mais de 8.100 tendo em conta apenas os peticionários – em sessão plenária. A admissão da petição é para Rui Seabra o reconhecimento das ideias que as pessoas têm vindo a defender.



O presidente da ANSOL confirmou ainda que até ao momento nenhuma outra entidade que se mostrou contra a proposta de lei da cópia privada manifestou apoio à petição – apesar de Rui Seabra admitir que alguns membros de outras organizações já são peticionários.



A partir de hoje, 24 de setembro, há um deputado que está responsável pela análise mais cuidada da petição. Caberá depois ao representante político fazer um relatório sobre a análise da Comissão à petição, para que a questão da cópia privada possa ser de novo discutida pelos restantes deputados. O relatório deve ficar concluído no prazo máximo de 60 dias.



Depois de enviados à Presidente da Assembleia da República, o relatório e a petição serão discutidos no prazo máximo de 30 dias.



A última vez que o tema da cópia privada esteve em discussão no Parlamento acabou por ser aprovada a proposta de lei do Governo. A maioria parlamentar PSD/CDS-PP aprovou o documento, o PS absteve-se, enquanto os restantes grupos parlamentares votaram contra. Também 11 deputados do PS votaram contra.

Rui da Rocha Ferreira


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.