Windows Defender passará a ser a designação comercial da ferramenta de detecção de software spyware desenvolvida pela Microsoft, no lugar de Microsoft AntiSpyware, designação inicialmente adoptada. Com a nova escolha, os responsáveis da gigante informática pretendem dar uma carga mais positiva ao nome do produto que está em testes beta desde o início desde ano.



A par da nova denominação, a solução ganha igualmente um novo interface, assim como capacidades para detectar rootkits, keystroke loogers e outras ameaças, segundo responsáveis da Microsoft citados pela imprensa internacional.



A nova ferramenta passará a fazer parte do futuro sistema operativo Windows Vista - antes denominado Longhorn -, sucessor do actual Windows XP, cujo lançamento está previsto para o final do próximo ano.



Está entretanto pensada a disponibilização de uma versão do Windows Defender para utilizadores do sistema operativo XP, com o lançamento de um update à versão actual do Windows AntiSpyware, embora ainda não exista data marcada.



De acordo com a informação que circula na imprensa internacional, a Microsoft tinha planeado a disponibilização de uma versão Beta 2 do Windows AntiSpyware para o final deste ano. Essa release marcará agora a estreia do Windows Defender para Windows XP, mas não se sabe se ocorrerá na data originalmente planeada.



Notícias Relacionadas:

2005-10-07 - Microsoft planeia lançamento de uma suite completa de segurança para empresas este ano

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.