O anúncio mais antecipado dos últimos dias foi hoje realizado com a comunicação do final da parceria entre a Apple e a IBM para a área de semicondutores e a mudança gradual da empresa de Steve Jobs para chips da Intel. A notícia tinha sido avançada pela C|net e o Wall Street Journal, acabando por ser formalizado por Steve Jobs na abertura da conferência de developers da Apple em São Francisco.



"O nosso objectivo é garantir aos nossos consumidores os melhores computadores pessoais do mundo, e a Intel tem de longe o melhor roadmap de processadores", afirmou Steve Jobs em conferência. "Passaram 10 anos desde que fizemos a transição para o PowerPC e pensamos que a tecnologia Intel vai permitir-nos criar os melhores computadores pessoais para os próximos 10 anos", sublinhou.


Os processadores PowerPC da IBM são utilizados nos computadores da Apple desde 1994, fazendo parte integrante da estratégia que se provou bem sucedida com a liderança de Steve Jobs e a diferenciação dos Macintosh da linha "PCs compatíveis". Agora a Apple vai abandonar gradualmente estes processadores em favor de chips Intel, começando a introduzir estes processadores nas linhas básicas, como os Mac Mini, em 2006 e terminando a transição até final de 2007 com os modelos de topo de gama Power Mac.



Os rumores da possível mudança da Apple para processadores Intel eram frequentes nos últimos anos mas agora tornaram-se realidade, transformando os Mac em computadores com arquitectura muito semelhante à dos PCs. A escolha da Worldwide Developer Conference da Apple para realizar a comunicação parece a mais adequada já que os programadores para a plataforma Mac vão ter de reescrever as suas aplicações para tirar partido das características dos novos processadores.



Na conferência a Apple demonstrou aos programadores a nova versão do Mac OS a correr num Macintosh com processador Intel, anunciado que vai disponibilizar em breve um Developer Transition Kit que consistem num systema Mac baseado em Intel e algumas versões beta de software Apple de forma a permitir que a comunidade de desenvolvimento prepare versões das suas aplicações que sejam compatíveis com processadores PowerPC e Intel.


Recorde-se que a última grande mudança de arquitectura da Apple aconteceu em 1994 quando adoptou os PowerPC, desenvolvidos conjuntamente pela Motorola e a IBM depois de utilizar durante anos a linha de processadores da Motorola.



De acordo com a notícia da C|net, uma das razões para a mudança de fornecedor de processadores seria a necessidade identificada pela Apple de diversificar as linhas de chips de acordo com as diferentes gamas de modelo e aumentar a velocidade de processamento. A IBM não estava a dar resposta às exigências da empresa, não investindo muito neste negócio de baixo volume.

Nota de Redacção: [2005-06-06 21:24:00] A notícia foi actualizada depois da conferência de abertura do Fórum da Intel em São Francisco onde Steve Jobs confirmou a transição para os processadores Intel.
[2005-06-08 7:56:00] A notícia foi corrigida numa pequena incorrecção onde se referia erradamente no terceiro parágrafo que "os processadores PowerPC da Intel", quando deveria referir-se "os processadores PowerPC da IBM"

Notícias Relacionadas:

2005-05-27 - Intel revela duas novas plataformas para PCs domésticos e empresariais


2003-02-17 - IBM alarga licenciamento de processadores PowerPC

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.