A Microsoft conseguiu causar impacto com a linha de equipamentos Surface e mais recentemente voltou a fazê-lo com o Surface Book. A Apple tenta fazer o mesmo com o iPad Pro, mas acaba por usar uma premissa diferente: não aposta num híbrido, mas numa versão mais ‘musculada’ do tablet tradicional.

E para o diretor executivo da marca da maçã, Tim Cook, a criação de um dispositivo híbrido está fora de questão. Do que depender do CEO, a Apple não terá um equipamento convergente entre a linha Macbook e a linha iPad.

“Sentimos fortemente que os consumidores não estão à procura de um Mac e iPad convergido. É verdade que a diferença entre a arquitetura PC e a arquitetura iPad é menor do que nunca. Dito isto, aquilo que tentamos fazer é reconhecer que as pessoas usam tanto dispositivos Mac como iOS”, assegurou em entrevista ao jornal Independent.

Tim Cook explicou que por este motivo é que a Apple tem apostado em funcionalidades transversais como o Handoff, que permite continuar num Mac o email que tinha começado a escrever no iPhone ou no iPad, por exemplo.

“Queremos fazer o melhor tablet do mundo e o melhor Mac do mundo. E ao misturar os dois não conseguíamos atingir estes objetivos. Estarias a comprometer dos dois lados”, concluiu o CEO.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.