A Blue Origin ainda não lançou qualquer voo tripulado ao espaço, mas acredita que é no turismo que reside parte do seu futuro. E de acordo com a Reuters, um bilhete Terra - Espaço, com a empresa de Jeff Bezos, poderá chegar a custar cerca de 200 mil dólares.

A agência noticiosa, que cita empregados da Blue Origin, com conhecimento do plano de preços que a empresa pretende aplicar, explica que um lugar no sistema New Shepard vai custar entre 200 mil a 300 mil dólares. A confirmar-se, o valor vai ser semelhante e competitivo com os planos oferecidos pela Virgin Galactic, que já começou a vender viagens.

Jeff Bezos quer colonizar a Lua e espera que o sector industrial se mude para lá
Jeff Bezos quer colonizar a Lua e espera que o sector industrial se mude para lá
Ver artigo
Jeff Bezos quer colonizar a Lua e espera que o sector industrial se mude para lá
Jeff Bezos quer colonizar a Lua e espera que o sector industrial se mude para lá
Ver artigo

Em conferência, executivos da Blue Origin revelaram, em 2017, que a empresa tem planos para começar a vender os primeiros bilhetes já no próximo ano.

Como sublinha a Reuters, o preço vai fazer com que a empresa perca milhões de dólares por voo. O The New Shephard tem uma capacidade máxima para seis passageiros e deverá custar cerca de 10 milhões de dólares por trajeto.

Apesar de apresentar uma data de concretização breve, a verdade é que a Blue Origin revelou, até à data, poucos detalhes sobre as suas operações e testes. Sobre um possível voo tripulado ao espaço, nada foi revelado até à data para além de que deverá acontecer ainda em 2018. Esta viagem deverá ser feita com colaboradores da empresa.

A próxima missão no plano de atividades consiste em testar o plano de evacuação, que deverá ser aplicado em casos de perigo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.