Depois de em 2003 ter colocado no mercado nove máquinas fotográficas digitais, que lhe garantiram uma quota de 20 por cento, a japonesa Canon pretende lançar vinte novos aparelhos fotográficos digitais em 2004. Desta forma a empresa pretende manter a concorrência cerrada com a Sony e aumentar a sua quota de mercado para os 25 por cento.

Numa entrevista à Agência Reuters, Takashi Oshiyama, responsável pela divisão de imagem digital da Canon, afirmou que a empresa espera vender pelo menos 12,5 milhões de câmaras digitais compactas em 2004, num crescimento de quase 50 por cento em relação aos valores deste ano, que se ficam pelos 8,5 milhões.

Apesar do grande crescimento esperado para o próximo ano, altura em que se acredita que o mercado de imagem digital se massifique, a Canon acredita que poderá aumentar a sua quota de mercado, vendendo um quarto do volume global de equipamentos. “Se o mercado crescer para 50 milhões de unidades nós venderemos 12,5 milhões”, explica à Reuters Takashi Oshiyama.

Para fazer face à procura esperada, a Canon aumentou a sua capacidade de produção para 15 milhões de máquinas por ano, e poderá alargar este número a 20 milhões quando abrir uma nova fábrica em Oita, no sul do Japão, em Janeiro de 2005.



Notícias Relacionadas:

2002-12-03 - Fabricantes de câmaras digitais propõem padrão comum de impressão directa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.