Os cientistas chineses estão prestes a iniciar a produção em massa dos
microprocessadores Godson, semelhantes às primeiras séries dos Pentium 4 da Intel, avança o jornal El Mundo.


De acordo com a mesma fonte, os microprocessadores da série Godson, também
conhecidos como Longxin IIE, têm 47 milhões de transístores e são capazes de
efectuar 4 mil milhões de cálculos por segundo, a uma frequência de um Ghz. O
consumo eléctrico destes equipamentos varia entre os três e os oito
watts, revelou Li Guojie, director do Instituto de Computação e
Tecnologia da Academia de Ciências chinesa.


Até aqui a equipa de investigação responsável pelo desenvolvimento do Longxin
IIE já publicou 39 teses e conseguiu 12 patentes, esperando utilizá-las na
próxima geração de super computadores chineses em 2008.


Apesar da Academia de Ciências chinesa ter anunciado que os primeiros
computadores a integrarem estes chips de 64 bits estariam disponíveis em
Junho, tal não se verificou, estando a data de lançamento prevista para o final
deste ano, com os preços dos equipamentos a rondarem os 150 euros.


A mesma entidade tem vindo a reunir esforços para o melhoramento dos Longxin
desde o lançamento do primeiro microprocessador da série, em 2002.

Notícias Relacionadas:

2004-04-05 - China,
Japão e Coreia do Sul avançam com parceria para open source

2003-09-01 - China,
Japão e Coreia do Sul poderão desenvolver novo sistema operativo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.